6 thoughts on “Esta semana, nas crónicas do Cocó – (A) Normalidades

  1. A minha anormalidade,consiste em gostar de fazer alteracões na decoração da casa,às quatro da manhã….e reclamar porque ninguém me dá uma ajudinha!

  2. Levo sim senhora. Anota aí para me dares a lista completa quando chegar à altura. 🙂 Sim, eu sei que és…. Aliás, toda a gente é o meu oposto nesse aspeto. LOL

  3. Oh Se lembro minha cara, azeitona Gordal…nhammm, quando cá vieres traz um frasco “fax favori”. E lembro-me bem das tuas insónias 😀 eu consigo alcançar esse modo mosquito elétrico mas só até à hora de almoço do dia seguinte…depois…quero é fazer ó ó…eu sou o teu oposto…hiberno 😀

  4. LOLOLOLOLOL. Conheço tão bem essas tuas (a)normalidades… LOL. Lembras-te daquela vez que foste lá para casa ver um filme e eu comprei “porcarias” para nos lambuzarmos, incluindo um MEGA frasco de azeitonas verdes MEGA grandes? Tão grandes que mais pareciam nesperas… e tu engoliste TODOS os caroços! Os próprios caroços eram do tamanho de azeitonas “normais”! LOL. Só de me lembrar parece que sinto o caroço a arranhar-me o esófago… arghhh… LOL. E quanto à tua mutação peixe-balão… estavas tão fofinha com aquelas “bochechinhas”… LOL.

    Bom… quanto a uma (a)normalidade minha, confesso que estou um bocadinho desiludida comigo mesma… tenho tantas (a)normalidades mas só me lembro de uma… Ai a pressão! Mas tu também só pedes uma, por isso aqui vai. Eu sou aquela gaija que quanto menos dorme menos sono tem. E consigo dormir pouco (2 horas e ’tá bom) durante várias noites seguidas. E se pensam que no dia a seguir fico KO a sonhar com a cama, esqueçam. Nem a seguir ao almoço me dá a lanzeira. Nem com uma direta em cima. Sono zero. Pelo contrário, fico irritantemente enérgica. Os meus dias duram mais do que os dias das pessoas “normais”, o que é muito bom. E naquela minha fase de insonia cronica? Durante muito tempo desesperei porque passava noites em branco a ver os minutos a passar, mas quando descobri as várias formas de fazer render o tempo, comecei a apreciar as minhas insonias. Descobri que consigo pintar telas inteiras numa só noite, por exemplo… Descobri que também é mito agradável mudar a disposição do móveis na casa inteira (os meus vizinhos deviam adorar-me). Descobri que três noites (4 dias) sem dormir nem um minuto que seja, nos pode deixar completamente mentecaptos… mas ao ponto de nem se conseguir pronunciar uma frase com sentido. A sério, não experimentem, é assustador. Mas bom, mesmo bom, foi quando descobri que um fim-de-semana sem ir à cama, literalmente (zero minutos de sono), tornava-se tão longo que mais parecia uma semana de férias. Começava na sexta a seguir ao trabalho (cama zero) e durava até segunda feira de madrugada, non stop. Tchiii, Os verões eram um espetáculo. 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *